Crônicas Imortais – Ressurgimento de uma Era


Crônicas Imortais – Ressurgimento de uma era
Autores  V. T. Tack; G. F. Laurentino; V. S. Gregório 


Mensagem da obra:
Não importa de onde venha se lutar sempre conseguira chegar aonde almeja.

Resumo:
Quando o planeta terra se encontra devastado e a humanidade dizimada, uma esperança surge em meio ao caos. Quatro garotos concebidos em meio aos conflitos, agora são a única opção de liderança na luta contra o povo evoluído.
Em uma jornada de lutas, batalhas e dilemas. O sentimento de ser um verdadeiro humano floresce. A disputa pela sobrevivência começa.


Palavras-chaves para o livro:
Aventura, ficção, guerra, alienígenas, batalhas, pós-apocalípticos, mortes, sobrevivência, extinção, mártir, romance, amizade, superação, honra, lealdade.


Em um planeta há anos luz, uma raça humanoide estava à beira do colapso, sem recursos foram obrigados a expandir sua visão para o espaço e encontrar um novo local para chamar de “Lar”. Com a alta tecnologia foi descoberta diversas civilizações, porém um local habitável não, eis que um dia um pesquisador enviado para missão passa os dados de um planeta, a Terra.
            O pesquisador como um espião vive através dos tempos, minando o sistema para uma chegada triunfante de seu povo. Fazendo da discórdia dos povos a ruína dos próprios humanos que divididos, não ofereceram resistência contra a chegada dos humanoides. Com o controle os “Evoluídos”, como auto se intitulavam, passam a explorar o planeta e estabelecer sua vida.
            Pelo planeta havia sobreviventes da terceira guerra mundial, e alguns contrários ao regime dentre eles um grupo num local denominado “orfanato”. Neste local se estimula a bravura para o ressurgimento da humanidade, com: a coragem de Jason, a inteligência Lourain, a liderança de Tom e a persistência de Thomas. Suas jornadas após serem aprisionados pelos “Evoluídos” mudam drasticamente, e após descobrirem sua linhagem sanguínea partem em uma busca para compreender mais de si mesmos, buscando respostas e afim de encontrar uma maneira de parar com as atrocidades promovidas pelo “Imperador” e sua corte que na Terra se estabeleceram.
            Mais do que uma história de aventuras, o caminho destes quatro jovens envolve mistérios e desafios que em outros tempos jamais foram imaginados. Quando tudo se dava por perdido eles descobrem armas forjadas por povos de outros tempos ao qual foram designadas a sua linhagem proteger e utilizar contra a imortalidade dos “Evoluídos”. Os continentes se adaptaram após a destruição e houvera uma drástica mudança climática decorrente da guerra, isto dificultava o acesso a diversos lugares do globo, justamente os lugares onde se localizava o paradeiro de tais armas.
            A luta por sua sobrevivência em meio ao desconhecido, as relações com povos distintos e as surpresas neste novo mundo. O Ressurgimento de uma Era mostra a essência do ser humano em se adaptar as adversidades e lutar para uma continuidade da raça contra quaisquer seja o oponente. Na visão dos quatro personagens há sempre uma possibilidade em meio as ruínas.




Sem conseguir fazer nada para se salvar, quando o urso ficou apenas sobre duas patas e soltou um rugido, que suava como “agora você vai morrer”, e quando ele fechou os olhos com uma proteção que não adiantaria nada, mas todas as pessoas faziam antes de morrer, e nada aconteceu, quando abriu os olhos o urso estava caído, Thomas havia acertado uma de suas machadinhas com grande precisão e força na cabeça do animal, e a outra no meio de seu peito.”

“Corria pulando sobre corpos, e empurrando pessoas sem saber se elas eram amigas ou inimigas, não queria saber, queria manter a salvo sua namorada e sua mãe. Quando avistou a sua casa, as luzes estavam apagadas, as casas vizinhas começavam a pegar fogo, havia algo de errado, a porta estava aberta. O seu coração começou a disparar, sua respiração ficava mais rápida, e suas pernas começavam a falhar, os piores pensamentos passavam por sua cabeça. Entrou direto na casa e quando sentiu o silêncio o medo percorreu sua espinha, foi lentamente até o quarto de sua mãe que estava com a porta fechada, e quando abriu, algo pulou” 





Nenhum comentário